Gif com o logo da Treetech formando um ponto de interrogação

O que é RS-232?

    O RS-232 é um padrão da camada física de comunicação serial definido pela EIA (Electronics Industries Association).  Esse padrão é utilizado para conexões ponto-a-ponto (single-ended) em distâncias inferiores à 15 metros.

Parâmetros básicos

  • Data-bits → Referente à quantidade de bits de dados. (8 bits é o valor mais comum);

  • Paridade → Forma de detecção de erros na transferência dos dados. O emissor verifica se a quantidade de 1’s na sequência de bits é par (Even), ímpar (Odd) ou nenhum (None). Esse resultado normalmente é armazenado no 8º bit. O receptor realiza o mesmo cálculo e compara os valores resultantes que devem ser iguais;

  • Stop-bits → É, ou são, os bits que representam o fim do envio dos dados. (1 bit é o mais comum);

  • Baud-rate → Velocidade de transmissão, a quantidade de bits por segundo. (9600 bps, 19200 bps, 56kbps, etc).

Níveis lógicos de tensão

    O padrão definido pela EIA-232 para esse tipo de comunicação é que o nível lógico baixo (0) encontra-se entre 3 e 15 Vcc, já o nível lógico alto (1) está entre -3 e -15 Vcc. O sinal localizado na região entre os dois, ou seja, entre 3 e -3 Vcc é considerado sinal em zona de transição.

Níveis lógicos de tensão

Conexões:

    Listamos a seguir, os dois tipos de conexão para RS-232 que podem ser feitos nos equipamentos Treetech.

  • Diretamente nos bornes

    Os equipamentos da linha SD (SD+, SDV, SDT, SDX, etc) possuem uma conexão RS-232 diretamente pelos bornes do equipamento.

Conexões físicas


Em nossa documentação podem ser encontradas representações de comunicação RS-485 utilizando os terminais 71 e 72. Isso ocorre pois, com essas entradas é possível realizar uma comunicação utilizando RS-485 ou RS-232. Diferenciando-se apenas, pela necessidade do terminal 73 para GND em RS-232.


  • Através da conexão DB9

    Alguns equipamentos (AVR, TM1, BM-HMI, etc) possuem um conector DB9 na parte traseira, que é responsável pela comunicação serial RS-232.

    Em uma conexão DB9 são necessários apenas três ligações para a comunicação serial, o restante dos pinos atendem aos controles de fluxo de informações.

Ligação de equipamentos utilizando o conector DB9


As entradas DB9 dos equipamentos Treetech já são cruzadas internamente.


Distância máxima para a conexão

    Como dito anteriormente, esse tipo de comunicação física deve respeitar o limite máxima de 15 metros entre os equipamentos.

    O cabo que fará a comunicação serial entre o transmissor e o receptor possui uma resistência e uma capacitância maior quanto maior for o seu comprimento.

Conexão do cabo entre um transmissor e um receptor.

    Esse circuito RC consome e corrompe a tensão que faz o tráfego dos bits, distorcendo o sinal que chega nos equipamentos e assim impedindo essa comunicação. 



O sinal também pode ser corrompido por interferências externas, por isso, normalmente é recomendado a utilização de cabos blindados, resistores de terminação e polarização da rede. Para saber mais, acesse: Blindagem de CabosPor que utilizar resistor de terminação, pull-up e pull-down na rede de comunicação?